vinhos vinho vinhedo champagne vinhos tinto . início I artigos I história do vinho I vinícolas I degustando I harmonização I acessórios I vídeos I contato . . . . . .
Roma, Itália


 

  Busca por vinhos:

 

Não esqueça da moderação. Só ela poderá trazer benefícios a sua saúde. Beba água intercalada com o vinho.
o vinho como remédio

Outros artigos:
Livros e filmes de vinho
Principais Regiões Produtoras de Vinho
Curiosidades sobre vinhos
Vinícolas do Brasil e do Mundo
Harmonização: maximize o prazer!


Conheça também:
Veneza, Itália

 


 

 

"O Vinho bebido sobriamente e com moderação é admirável remédio e única consolação do homem" Claudio Galeno, Médico Grego

 

O resveratrol é uma substância presente na casca da uva. É um dos compostos que têm se mostrado mais promissores no combate ao envelhecimento. Uma taça por dia da bebida basta para quem não tem problemas com consumo de álcool.

Sites Parceiros:
Os Cães
Os Gatos

Biologia
As Plantas
Orquídeas
Os Empregos
Conheça
Roma, Itália
Veneza, Itália

Artigos relacionados:
Vinhos Italianos 
Frases sobre vinhos
O vinho como remédio

 

"O Vinho é para o homem que dele faça uso moderado, um estimulante do apetite, um excelente auxiliar do seu estômago no trabalho e digestão, um gerador de bem-estar, um generoso dador de alegria"
Dr. Weissebach

O vinho como remédio

Muito tem se falado sobre os benefícios que uma taça de vinho durante as refeições pode trazer no uso diário e moderado.

Algumas pesquisas dizem que quem degusta a bebida todos os dias tem mais possibilidades de controlar a hipertensão; prevenir ataques cardíacos; aumentar o colesterol bom (HDL) e reduz o mau (LDL); retardar o envelhecimento celular; ou mesmo diminuir os riscos de desenvolver doenças como resfriados, gripes e até o câncer. Outras apontam que quem consome a bebida é mais inteligente, apresentando coeficientes de inteligência mais expressivos.

 

A percepção de que o vinho poderia também ser um remédio surgiu a partir dos anos 90, com a divulgação da pesquisa do cientista francês Serge Renaud, denominada de o Paradoxo francês . Apesar de os franceses fumarem muito e consumirem a mesma quantidade de gorduras que os norte-americanos, o pesquisador demonstrou que na França registravam-se 2,5 vezes menos mortes por doenças coronarianas em comparação com os Estados Unidos.

Sem exageros: essa é uma máxima importante que envolve quase tudo na vida, principalmente quando falamos de consumo de bebidas alcoólicas.

O bom uso do vinho – tanto tinto como branco – deve respeitar tal princípio. Com moderação, é possível extrair o que há de melhor desta bebida que acompanha a história da humanidade há milhares de anos. Um brinde ao vinho!


  Compartilhe

Leia também: História do vinho

 

início I artigos I história I vinícolas I degustando I harmonização I acessórios I vídeos I contato

Os Vinhos.com.br - Todos os direitos reservados © 2013